terça-feira, 28 de outubro de 2008

54ª FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE



Entre os dias 31 de outubro a 16 de novembro ocorrerá a 54ª Feira do Livro de Porto Alegre. O patrono desta vez será o grande Charles Kiefer!Todos os apaixonados por livros e cultura não podem perder esse evento tão legal que acontece anualmente na capital gaúcha. Mais informações e a programação da feira, acesse o site.



A HISTÓRIA DA FEIRA



A Feira do Livro de Porto Alegre é uma das mais antigas do País. Sua primeira edição ocorreu em 1955 e seu idealizador foi o jornalista Say Marques, diretor-secretário do Diário de Notícias. Inspirado por uma feira que visitara na Cinelândia no Rio de Janeiro, Marques convenceu livreiros e editores da cidade a participarem do evento.


O objetivo era popularizar o livro, movimentando o mercado e oferecendo descontos atrativos. Na época, as livrarias eram consideradas elitistas. Por esse motivo, o lema dos fundadores da primeira Feira do Livro foi: Se o povo não vem à livraria, vamos levar a livraria ao povo.

A Praça da Alfândega era um local muito movimentado na Porto Alegre dos anos 50 e de 400 mil habitantes. E, no dia 16 de novembro de 1955, era inaugurada a 1ª Feira do Livro, com 14 barracas de madeira instaladas em torno do monumento ao General Osório.

Na segunda edição do evento, iniciaram as sessões de autógrafos. Na terceira, passaram a ser vendidas coleções pelo sistema de crediário. Nos anos 70, a Feira assumiu o status de evento popular, com o início da programação cultural. A partir de 1980, foi admitida a venda de livros usados. E, na década de 90, conquistou grandes patrocinadores, estimulados pelas leis nacional e estadual de incentivo à cultura.

A infra-estrutura foi ampliada e modernizada, os eventos culturais se consolidaram e a Feira passou a receber grandes nomes do mercado editorial brasileiro e internacional.

3 comentários:

A2 disse...

eu denovo, sou obrigada a comentar este post.
Acho a ideia da feira genial trazendo cultura para a nossa capital com os próprios escritores autografando livros fora os eventos paralelos.
Mas sou obrigada a dizer que nunca achei um livro barato na feira, mesmo com os descontos comparando com os preços da internet, não vale a pena compra-los na feira, e olha que eu estou sempre pesquisando os preços de livro.
Para quem compra em livraria consegue perceber o desconto, mas para mim que só compro pela internet, os preços praticados na feira ou são maiores ou iguais aos vendidos pela net durante o ano todo, fora que como estou sempre de olho ainda consigo comprar na promoção da promoção, pronto disse.

Mirella - Blog TPM disse...

Eu assino embaixo! Concordo plenamente! Seria ótimo que eles fizessem preços mais atrativos.
Eu compro na feira, mas só aqueles livro que eu quero muito, mas são muito antigos e eu não encontro eles em sebo algum. Então, às vezes, dou sore e acho algum na feira.
Mas livros novos realmente não compensa. Na internet sem dúvidas, principalmente pelo fato de não terem despesas de aluguel de loja, funcionários, os preços são muito melhores!
Mas mesmo assim, acho um charme a feira, os intelectuais reunidos, poder ver de perto escritores que tanto gostamos, etc!
Vale muito a pena nem que seja para um passeio no final de semana ;)
Mas, como disse, assino embaixo! Se alguém que tenha influência na feira ler o post, favor repassar os comentários sobre os preços salgadinhos!

.carolina gaio disse...

Nossa muito obrigada pelo seu comentário fofo.
Vou linkar vc lá.
um beijo nenorme.