quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Bye-bye pelinhos - Depilação a laser

Já pensou sumir com os pêlos de uma única vez, sem aquele torturante puxão com cera? Acredite! Com laser você realiza esse sonho já no próximo verão


Para a brasileira ter pernas lisinhas, axilas perfeitamente depiladas e virilha pronta pra qualquer tamanho de biquíni faz parte de seus cuidados pessoais básicos. Como escovar os dentes. Somos tão rigorosas nessa área que até nos acostumamos com a dor. Mesmo assim, qual é a mulher que não gostaria de ficar livre dos pêlos para sempre? O bom é que há como transformar esse desejo em realidade. Basta se submeter à depilação a laser.

Efeito Poderoso

A técnica funciona assim: uma fonte de energia gera e emite um comprimento de luz que, graças a sua alta afinidade com a melanina presente na epiderme, é facilmente atraída pelo pêlo, transformando-se em energia térmica. Ela percorre o fio, esquentando-o, até queimar o folículo. O método a laser é indicado para pessoas com peles claras e pêlos escuros e grossos. Segundo Ygor Mourão, especialista em medicina estética da Clínica Espaço Laser (SP), há três opções de laser:


 Alexandrite (Gentlelase). Seu comprimento de onda é de 755 nm (nanômetros), ótimo para atração da melanina. Antes da emissão da luz, o equipamento libera uma descarga de gás criogênico, que refrigera a pele, promovendo efeito anestésico. "Esse resfriamento faz com haja menos dor", diz Ygor.

 Diodo (LightSheer e Soprano). O comprimento de onda é de 810 nm, que atrai a melanina. Normalmente o aparelho dispõe de uma ponteira gelada de safira que protege a pele.

 Nd Yag Pulso Longo (Gentle Yag, VersaPulse e Smartpeel). Com um comprimento de onda de 1.064 nm, este laser funciona muito bem para tratamento de vasinhos, pois sua atração com a melanina não é tão grande.

A época certa

É importante salientar que o método é contra-indicado para grávidas, pessoas que estão fazendo tratamento com ácidos ou tomando isotretinoína (contra acne), peles bronzeadas, morenas e negras. "Um profissional consciente não aplica o laser em uma pele escura, pois o risco de manchas hipocrômicas (brancas) é enorme", diz Patrícia Rittes, dermatologista (SP). Portanto, comece a fazer sua depilação antes do verão.


"Quem deseja passar as férias de janeiro na praia, deve fazer uma sessão em novembro, outra em dezembro e só dar continuidade ao tratamento em março, quando estiver mais branquinha. Mesmo porque antes da depilação você deve ficar um mês sem tomar sol", explica a médica. Em geral o laser acaba de vez com os pêlos em até cinco sessões, com intervalos de 30 a 45 dias, mas os resultados são percebidos na primeira aplicação. "Temos três fases de crescimento do pêlo e só em uma delas o laser consegue atingir o folículo. Mas ainda assim, dependendo do tipo utilizado, é possível eliminar até 99% dos pêlos médios e grossos. O que sobra é penugem", diz Ygor Moura. Atenção: alterações hormonais podem estimular o crescimento do pêlo ou dar origem a outros, como nos casos de hirsutismo, ovários policísticos e puberdade. "Assim, há necessidade de acompanhamento ginecológico ou endrocrinológico para tratamento clínico", diz Patrícia Rittes.

Alta sensibilidade

Nem imagine que o processo é indolor, infelizmente não é. Mas para quem passa pela tortura da cera até que é fichinha. Quem fez garante que o investimento vale a pena. "A depilação a laser é realmente muito prática e rápida. Demorei em aderir, por medo, mas não sei como perdi tanto tempo", atesta Ellen Rocche, atriz e paciente da Clínica Espaço Laser (SP). Na prática, a aplicação causa, digamos, certo desconforto. "A paciente pode sentir uma sensação de ardor, como se tivesse levado uma picada de inseto", explica Patrícia Rittes. "Agora, há um equipamento dinamarquês, chamado Zimmer, que solta um jato de gelo que deixa o local anestesiado", revela a médica, entusiasmada. Outra sensação estranha pode ser o odor. Para evitá-lo, raspe os pêlos três dias antes, assim eles terão a medida certa para a aplicação do laser. Depois da sessão:

 É preciso evitar sol no local, pelo menos por três dias.

 Dispensar roupas apertadas.

 A região tratada pode ficar avermelhada e sensível. E pequenas crostas às vezes aparecem, mas elas se soltam sem você precisar esfregar.

 Quando alguns pêlos começarem a crescer, não se desespere. Você notará bastante falhas (já que a maior parte dos folículos foi eliminada). Será necessário se submeter a outra sessão de laser para exterminar os pêlos persistentes e esse processo deve se repetir mais uma vez. Em geral, são necessárias três aplicações para vencer o inimigo.

Fique atenta

A depilação a laser deve ser feita sempre por um médico experiente para evitar frustrações com os resultados ou até mesmo manchas e queimaduras. "Todo laser pode queimar a pele. É preciso ter o máximo de segurança", diz Ygor Moura. Da mesma opinião é Marilis Fávaro Lamelas, dermatologista da Clínica Sani Corpus (SP). "Se a pele estiver bronzeada ou se energias altas forem utilizadas nas morenas, com certeza teremos manchas e queimaduras". A médica avisa que, ao contrário do que se imagina, não há perigo em optar pelo laser para depilar o buço. "Não existe nenhuma restrição nessa região. O que ocorre é que esses pêlos são mais finos, diminuindo a eficácia do tratamento", explica. Você se animou? Tome coragem, inclusive financeira, porque, apesar de maravilhoso, o procedimento ainda é caro. Em algumas clínicas você terá que desembolsar cerca de R$ 500 por sessão, só para depilar a virilha (em geral, são necessárias três).

Luz no fim do túnel

Outra forma de depilação é com o uso de aparelhos que emitem Luz Intensa Pulsada (StarLux, Quantum, Epilight e Nova Light). Ela também destrói o folículo, porém de forma gradual, pois emite amplo comprimento de onda, controlado por filtros.

 Vantagens: o método é mais suave e pode ser indicado para todos os tipos de pele, inclusive morenas e negras, e é praticamente indolor.

 Desvantagens: necessita de um maior número de sessões (no mínimo 10). O preço da sessão varia de R$ 500 a R$ 2.000, dependendo da área a ser tratada.


Realização: Myrna Nascimento / Cabelo e make: Amanda Lemos (First) / Modelos : Gabriela Grecco (L´equipe).

8 comentários:

Não Somos Apenas Rostinhos Bonitos disse...

Funciona mesmo?Tenho uma amiga que se decepcionou pois os pelos acabaram voltando...
Beijocas,

Anônimo disse...

Oi,Mirella adoro teu Blog!
Estou sempre por aqui buscando novidades e informação! Estou fazendo a axila e adorei o resultado,3ª sessão e já diminuiu muito,agora o que restou tiro com pinça,em abril faço outra sessão,deixa o verão passar pq não pode tomar sol durante 30 dias,mas é bem tranquilo.
Beijos!

Leila disse...

O cometário de cima foi feito por Leila.
Beijos!

Mirella - Blog TPM disse...

Olha eu gostei muito e digo por experiência própria, pois após ouvir muitos comentários e ler várias matérias sobre o assunto resolvi testar. Eu li que os melhores são os Light Sheer e o Soprano (os das fotos) o Soprano é menos dolorido que o LS mas aqui na minha cidade não existe muitas opções com esse laser e achei muito mais caro. Então resolvi fazer o LSheer. Eu fiz uma sessão na virilha e me impressione muito! Em apenas 1 sessão eu perdi muitosss, muitos pelos mesmo, acho que com mais umas 2 sessões todos da virilha vão sair. Óbvio que não vou dizer que não dói, pois doeu bastante, tipo várias agulhas cravando na pele ao mesmo tempo. Mas essa é uma sensação momentânea, e depois que tu vê tudo lisinho e sem nada de pêlo, vale qualquer dorzinha pra isso. E pensar, nunca mais vou ter que me depilar!! Yes, realmente vale a pena! Super recomendo a todas.
Óbvio que tem que seguir todas aquelas dicas né, procurar um bom profissional, nao ter tomado sol na região e nem por 1 mês após fazer, usar laser de acordo com a cor da pele (o soprano é melhor para peles mais morenas).

E TÂnia sobre o que você falou da tua amiga, tem que ver se ela não fez com os laser de luz pulsada, porque meu médico disse que quem faz com esse tipo de laser "luz pulsada" ele não elimina o pêlo, o que acontece é que ele cai, mas depois de uns 3/6 meses eles acabam voltado.
Tem que utilizar laser próprio para depilação!
Beijos e obrigada pela visita. Qualquer dúvidas meninas, postem!

Mirella - Blog TPM disse...

Oi Leila! Que bom que está gostando! Fico animada a melhorar cada dia e sempre postar mais!
O laser é bom mesmo né, eu amei o resultado. Qual laser tu usou?
É não pode bobear no verão, se vai pra praia, deixe o laser pra depois do verão.
Beijos

Leila disse...

Olá Mirella!eu fiz o Light Sheer,já saiu muito mesmo meus pelinhos,antes usava o aparelho Satinelle da phillips toda semana,agora só nas pernas,que por sinal acho ótimo uso até na virilha!
Na próxima depilação com Laser faço na virilha.
Beijos!

Bárbara Dedavid disse...

Eu fiz 3 sessões com o Light Sheer esse ano, na virilha e axila. Não me arrependo nem um pouco! A dor é suportável (parece que estão te queimando com um cigarro, mas é rápido) e o resultado ótimo. Esse ano não vou mais fazer, e tô pensando se realmente precisa eu voltar ano que vem, já que até agora nasceu só uma penugem na axila ( a qual a médida já falou que é difícil sair) e 2 pêlos fora do lugar na virilha (pinça!).
Perguntei se poderia durante o verão usar a cêra, pra tirar o que tinha sobrado e ela falou que não tem problema nenhum. Mas já ouvi falar de médicas que recomendam não usar mais a cêra depois do laser, perigando voltar os pêlos. Vocês acham que tem fundamento isso? Eu penso que se o laser "matou" o pêlo, pela raiz, como um agente externo, como a cêra, pode influenciar nisso?
Beijo!

Mirella - Blog TPM disse...

É, eu também acho que não tem problema Bárbara. Qual a diferença entre pinça e cera?! Ambos arrancam pela raiz.
O único porém que vejo é que caso tu vá depois fazer o laser de novo deve esperar um tempo até a raiz do pêlo estar no bulbo por completo. Porque, é só nesses casos que o laser funciona e elimina o pêlo de vez. Nos pêlos que não estão no bulbo capilar o laser não atinge e eles voltarão a crescer. Eu prefiro sempre esperar um mês e meio pra ter certeza de que estão todos crescidos. ;)

Beijoss